A proposta de reforma da Previdência Social (PEC287) é uma conspiração em evidência

contra o futuro do trabalhador brasileiro e um legado aos idosos num futuro pelas ruas a pedir esmolas. Esta proposta se tornou uma polêmica nacional debatida na mídia em encontros de bate-papo, entrevistas jornalísticas, em vídeos no You Tube, e nas conversas de botequim. No entanto, o aspecto político desta questão permanece na penumbra e sem transparência a quem mais interessa que é o trabalhador, considerado como força viva desta nação e engrenagens que move a economia, mas condenados ao sacrifício de pagar os débitos desta nação gerenciada por incompetentes. 



Como já lemos acima neste Site, o PMDB e o PSDB, são partidos de esquerda, com fachada de direita, cujos líderes fazem parte dos principais traidores da pátria, juntamente com os esquerdistas autênticos; PT, PCB, PCdoB, PSOL, REDE e mais 35 partidos de esquerda criados para confundir o eleitor. Ao referirmo-nos à reforma da Previdência Social, constatamos que a agenda comunista dos integrantes desses partidos, está sendo cumprida à risca, em detrimento do povo que foi submetido à indignação e à revolta diante da ameaça dessa PEC.

A propósito, a PEC287, além de limitar o acesso à aposentadoria, a proposta dos fabianos é reduzir o valor dos benefícios e deixar os mais pobres absolutamente desamparados no futuro. Por outro lado, a má administração pública, o custo do rombo e roubos aos cofres públicos, as isenções fiscais, perdão de dívidas, e sonegação à Previdência, são custos que querem impor à classe menos favorecida que move este país.

Com a instalação dos partidos de esquerda no poder após a saída dos militares, a agenda comunista cumpre o seu papel e o brasileiro vive de sobressaltos:
– Os jornais estampam páginas e páginas mostrando ao povo, os bilhões extorquidos dos cofres públicos.
– O STF tira da prisão ladrões dos cofres públicos, a exemplo de Eike Batista suspeito de surrupiar R$ 16.5 milhões em falcatruas junto com Dilma Roussef e Sergio Cabral, e manda ele para sua confortável casa. Um ato revoltante do STF.
– O roubo do Nióbio confessado por Danúbio Soares na comissão do mensalão.
– O contrabando e o roubo do nosso Nióbio na Amazônia por grupos de influência estrangeira.
– A PEC do Teto que limitou os gastos em saúde, educação e segurança.
– A abertura das fronteiras para a migração indiscriminada de nacionalidades que representa ameaça à segurança do cidadão brasileiro, à soberania nacional e ao desemprego.
– A Reforma Trabalhista que submete o trabalhador a um jugo impostor.
– Agora a Reforma da Previdência que apavora e trás uma triste expectativa quanto a um futuro incerto e sombrio. O que mais virá pela frente? A reforma da política com o voto de lista fechada?. O que mais há de vir que provocará arritmia?

Os terroristas que se instalaram no Brasil após o regime militar democrático de 1964 fizeram um governo de incompetentes levando o Brasil a esse caos moral, político, social e econômico, no qual estamos vivendo, e a conta é transferida ao trabalhador de baixa renda. Durante os últimos 30 anos desse governo socialista não houve obras significativas, desmoralizaram o sistema de ensino no Brasil, destruíram o sistema de saúde, e deixaram famílias expostas à violência.

Os terroristas que estão no governo, lutaram contra o regime militar democrático de 1964 e lançaram bomba no aeroporto de Guararapes e foi morto o jornalista Flávio Regis e feriu mais 14 pessoas em 1966. Desviaram 15 aviões de passageiros a fim de fugirem do Brasil e irem para Cuba, perpetraram o sequestro do embaixador dos Estados Unidos Charles Burke Elbrick, com a participação de Dilma Rousseff; sequestro do cônsul Japonês Nobuo Okuchi, sequestro do embaixador da Alemanha, Ehrenfried holleben e por final, sequestraram o embaixador suíço, Giovani Bucher. Executaram por fuzilamento o capitão Chandler pela ALN, na qual era militante o veterano terrorista Aloisio Nunes Ferreira Filho, atual ministro das Relações exteriores.

Jogaram um caminhão com bomba na guarita do 2º exercito e mataram o soldado Mário Kogel Filho e feriram os demais soldados com a participação de Dilma Rousseff. Atacou de assalto o trem pagador Santos/Jundiaí pelos terroristas da ALN, com participação de Aloisio Nunes. Assalto a Bancos, a carro forte, assassinaram aproximadamente 120 pessoas inocentes que não tinham nada a ver com a guerrilha e mataram seus próprios companheiros na retirada forçada do Araguaia.
Estupros e torturas e assassinatos à moda Stalin e execuções eram atos frequentes praticados por esses homens que governam o Brasil de hoje. Em 1968, o governo militar foi obrigado a editar o Ato Complementar nº 5 e implantar uma ditadura para conter o crime e expulsar do Brasil esses criminosos. Depois da anistia, eles voltaram e agora estão instalados no poder e planejam acabar com a democracia e instalar o comunismo.

Em 1979 os militares para restabelecer a democracia, perdoaram (anistiaram) os subversivos e corruptos e a democracia militar foi restaurada no Brasil. Agora esses corruptos estão no poder e desfalcaram os cofres públicos em bilhões de Reais.

Quando os militares assumiram o poder em 1964, o Brasil estava na 46º posição no ranking econômico mundial, ao entregar o governo, deixaram na 8º posição. Hoje estamos vergonhosamente na 81* posição no ranking mundial. Havia no Brasil, 2500 km. de estradas asfaltadas quando os militares assumiram o poder; quando saíram deixaram 65000km de rodovias asfaltadas. As grandes obras existentes no Brasil de hoje foram realizadas pelos militares que foram honestos e não puseram a mão no dinheiro do povo como os corruptos atuais que roubam o dinheiro alheio e metem a mão nos cofres públicos.

A TV Globo que é a responsável pela degradação moral da sociedade brasileira nesses últimos 30 anos, difama e inventa mentiras contra os militares para desmerecê-los e evitar sua volta, mas os fatos contesta a verdade: a dignidade e a honestidade dos militares e as obras que deixaram mostram toda verdade.
O governo esquerdista instalado nos últimos 30 anos, conseguiu destruir a base moral da sociedade brasileira e hoje vivemos uma farsa institucional em todos os quadrantes da República: no legislativo, no executivo, no judiciário e nos sofisma de PECs e PLs que trazem subterfúgios enganosos para ludibriar o brasileiro comum. Exemplo, a PEC 287 conspira contra o trabalhador porque se você que perdeu o emprego e ficou sem recolher o INSS, ou abriu um negócio próprio e não conseguiu pagar o INSS, se teve enfermidades na família com altos custos e não sobrou para quitar o INSS, o tempo passou e você envelheceu e resolve se aposentar por idade. A idade mínima é de 68 anos e você terá que comprovar 25 anos de contribuição e receberá 76% da média do teu salário, ou 76% do salário mínimo.

Quem não atinge as exigências para a aposentadoria por idade tem direito ao BPC (Benefício de Prestação Continuada) alcunhada de (aposentadoria dos mendigos), que não exige contribuição. Para ter direito é necessário comprovar renda familiar de até 25% do salário mínimo (R$234,00) e ter 68 anos.
O governo militar democrático de 1964 garantiu a aposentadoria da forma tradicional como está, porque foi um governo progressista, valorizou os empresários e o trabalhador, garantiu o direito à propriedade, à religião e o direito aos idosos de desfrutar dos benefícios de uma aposentadoria digna no final da vida.
NÃO TEM ALTERNATIVA. O governo esquerdista instalado hoje no poder, são os mesmos guerrilheiros e subversivos que lutaram contra os militares para impor o comunismo no Brasil. Eles não merecem crédito; não confie neles. Estão conspirando contra o povo brasileiro. Estão conspirando contra você.

 

Hoje no Brasil as Forças Armadas é a única instituição que está de pé; íntegra no seu dever, com um currículo exemplar e um histórico impecável de patriotismo e de amor à Pátria na pessoa do seu patrono imortal: Duque de Caxias.

Vamos recorrer às Forças Armadas. Vamos clamar por Intervenção Militar no Brasil já. Não tem alternativa.

“SOMOS 100% LAVA JATO”

Fontes – Vídeos:
Reforma da Previdência Social – Eduardo Tanaka

OAB na Reforma da Previdência: entrevista

Reforma da Previdência e a sujeira debaixo do tapete

Previdência: auditor fiscal questiona déficit e reforma…

Acampamento Resgata Brasil 2017

 

UNIÃO NACIONAL EM DEFESA DA PÁTRIA E FAMÍLIA