A Força Nacional de Segurança Pública impedida de ser criada constitucionalmente em virtudede sua ilegalidade, mas para dar continuidade à agenda comunista proposta pelo Foro de São Paulo, Lula da Silva quando presidente da República baixou o decreto nº 5289/2004, que instituiu no Brasil, uma terceira polícia que atua sobre as ordens do governo federal com o pretexto de ajudar os Estados em situações de emergências e a pedidos de governadores, mas na realidade, o objetivo da FNSP é dissolver distúrbios populares causados pelo povo em protesto contra a má administração do bem público. A FNSP é uma milícia ou um exército paralelo criado como reserva do PT para ser usado na hora certa, como ocorreu na Rússia para implantação da “Ditadura do Proletariado” e é legalizada pelo poder público como decreto, conforme aparelhamento comunista em todas as esferas dos poderes da República.

Para a imposição do comunismo na Rússia, Lenine durante os quatro primeiros anos de governo, enfraqueceu a moral das Forças Armadas através da difamação, injurias e calúnias e aviltou o soldo dos militares e sucateou o material bélico e concomitantemente, criou a “Guarda Nacional” como uma polícia do governo federal e o serviço de informação (NKVD).

Então, só a partir daí foi implantado a Ditadura do Proletariado e criado 2 (dois) governos: A alta cúpula chamada Nomenklatura, e o Soviets, que é o “Conselho Popular” (MST) criado no Brasil pelo decreto 8243 por Dilma Rousseff, mas barrado pelo Congresso. Na Rússia, a partir da criação da (NKVD) os militares sentindo-se desprestigiado, buscaram emprego na Guarda Nacional e na (NKVD), em virtude dos altos salários e pelo prestígio do poder público. Seguindo os fatos, teve início grande perseguição aos “inimigos do povo”, proprietários de terras e casas, que foram torturados e mortos na grande chacina da década de 1930, perpetrada por Stalin com o uso da Guarda Nacional, sendo o maior genocídio da história da humanidade.

Como lobo vestido de cordeiro ou um verdadeiro “Cavalo de Tróia”, o idioma jurídico que trata da montagem desse decreto, da uma configuração à FNSP de “cooperação federativa para o âmbito da segurança nacional” que é uma junção de palavras ilusionistas e falsas que esconde a realidade de uma covardia e traição ao povo brasileiro.

Os militares engajados nas fileiras da FNSP, não são especificamente capacitados para enfrentar bandidos e o crime organizado, mas sim treinados para garantir a ordem pública contra o cidadão de bem revoltado e prejudicado pelos mal intencionados e incompetentes administradores do bem público no Brasil. É uma força criada para ser contra a população.
A Força Nacional é uma camuflagem para enganar o povo desinformado e ganhar popularidade a fim de ser aceita naturalmente, mas na realidade é uma milícia ou um exercito paralelo preparado para a hora certa. È uma organização militar com administração própria implantada por decreto sem legitimidade constitucional.

Se você acessar o vídeo (Alerta Máximo! Não Caiam Nesse Engodo! Já…), verá que a Força Nacional é uma milícia do PT para atacar a população desarmada na investida esquerdista para a tomada do poder. Eles estão preparando esse exército para a hora certa. É uma polícia preparada para enfrentar multidões revoltadas contra a mentira e a traição dos comunistas camuflados no poder.

Na Venezuela, a Guarda Nacional tem a mesma característica da Força Nacional de Segurança Pública no Brasil e agora chegou a hora dela entrar em ação. Conforme nota divulgada na Folha de São Paulo, a Guarda Nacional Bolivariana está admitindo mercenários e bandidos de toda ordem para compor o quadro da Guarda Nacional. A finalidade dela é enfrentar o povo nas ruas que protestam contra a Ditadura do Proletariado que Maduro tenta implantar na Venezuela. A FNSP também está à disposição e à espera da sua vez.

O procurador da República, Dr. Fernando Aguiar de Oliveira, propôs ação civil pública no Ministério Público Federal, MPF, que requeria a nulidade das portarias nº2 e nº5 do Ministério da Justiça que dava apoio à Força Nacional para garantir a segurança no Estado do Pará. Na apelação, o MPF sustenta a inconstitucionalidade do Decreto nº 5289/2004 que disciplina o programa de cooperação federativo denominado Força Nacional de Segurança Pública com o argumento de que ela não está prevista na Constituição. O pedido foi negado pela 6º turma do STF, mas cabe recurso. O argumento de Oliveira diz que se a União investisse na PM dos governos estaduais, com melhores salários e equipamentos, seria menos dispendioso e uma polícia mais eficiente com alta efetividade para o governo federal. Oliveira não entendeu ainda a traição que está por trás da Força Nacional. Ele não sabe ainda o objetivo comunista conspiratório que está por trás da Força Nacional. Dr. Oliveira diz ainda que a FNSP “é quase uma polícia ministerial” e pode desencadear o uso político da força por falta de regras. Afirma ainda que “não é formalismo, isto é perigosíssimo” porque se entrar um ministro da justiça ou presidente sem cautela, pode desencadear um conflito e usar a Força Nacional para perseguir governadores e fazer o que quiser. Considera ainda que o Decreto que criou a FNSP “é autônomo e sem fundamento legal”.

Nota: O pedido de extinção da FNSP foi negado em duas instâncias e isto prova para nós que o aparelhamento dos poderes está funcionando. Igualmente, a Força Nacional não é uma “cooperação federativa” como defende o STF, mas é uma organização militar, com administração própria, com um comandante; Coronel Joviano Conceição Lima.
O custo para a manutenção dessa polícia é altíssimo, basta ver a previsão orçamentária de R$471 milhões para 2017 em comparação com R$293 milhões gastos em 2016. Considerando também o alto custo salarial que vai de R$8000 Reais a R$10000 Reais por mês, que é o salário dos militares da FNSP e quando deslocados para outras regiões ainda tem uma diária de R$550 Reais. O salário dos superiores não foi divulgado, mas sabe-se que um tenente ganha R$16000 mil Reais, mais as diárias, enquanto o soldo de um General do Exercito com pós-graduação é de R$ 12076 Reais.

Os traidores da pátria que estão no poder seguem à risca a agenda comunista do Foro de São Paulo para destruir o Exército Brasileiro e sua força auxiliar que é a PM, braço armado das FFAA, haja vista eles repetir os atos de Lenine aqui no Brasil. Unificação das polícias é outra afronta; é um desacato e um desafio à nossa integridade nacional. O sucateamento do poderio bélico e os baixos salários das PMs também faz parte da agenda comunista com orientação do Foro de São Paulo. É uma verdadeira provocação contra a ordem pública. Pode ainda desembocar num protesto nacional generalizado em favor dos integrantes das Polícias Militares do Brasil.

A média salarial (dados de 2016) das PMs é de R$ 1108 Reais. O Acre paga R$1299 Reais; o Rio Grande do Sul, paga R$996 Reais; o Paraná paga R$1789 Reais; São Paulo paga R$ 2387 Reais, enquanto um militar da FNSP ganha R$10000 Reais, mas se for pela diária pode chegar até R$16000 Reais, e além dos altos salários, foi renegociada a carga horária que passou de 12×24 h para 12×48 h em escala de serviço. Além do trabalho desgastante e do salário aviltado, os militares, tanto das PMs como da Polícia Civil e as Forças Armadas, sobrevivem com os piores salários do funcionalismo público e ainda são privados do direito à greve, sindicalização, habeas corpus, horas extras, FGTS e seguro desemprego etc.

O governo quer jogar a carga financeira da FNSP nas costas da iniciativa privada, e criar um fundo para cobrar 1% sobre tudo o que os empresários gastaram com segurança, que em 2012 chegou a R$ 11.5 bilhões.

Em suma: A Força Nacional é uma polícia bolivariana para matar brasileiros, assim como está acontecendo com o povo venezuelano. O comunista e bolivariano Michel Temer, falou que quer fazer da Força Nacional uma vitrine política do seu mandato para amostragem aos governadores dos Estados. Consideramos que por outro lado ele deixa para as PMs, um legado de ostracismo e de obscuridade.

 

OS INTERVENCIONISTAS EXIGEM A EXTINÇÃO DA FORÇA NACIONAL

INTERVENÇÃO JÁ / UMA QUESTÃO DE EXTRATÉGIA MILITAR

O BRASIL ESPERA E CONTA COM APOIO DAS FORÇAS ARMADAS

Fontes Vídeos:
Força Nacional – O golpe final… parte 1 e 2

Protesto na Venezuela é marcado por intensos…

Comunismo: Força Nacional – Acorda mininu (Google)

Vejam a repressão na Venezuela para impedir os…

UNASUL – Exércitos comunistas no Brasil…

Você sabe o que é Força Nacional de Segurança…

Fases da subversão e implantação do comunismo…

O pacto do inferno que irá implantar o comunismo

A história do Socialismo: O genocídio na Ucrânia…

 

UNIÃO NACIONAL EM DEFESA DA PÁTRIA E DA FAMÍLIA